25 novembro 2007

Escultura Singular



Escultura Singular

Agito as mãos no ar
Em movimentos circulares
Plenos...
Tento transformar
Aliso, aperto
Dou toques finais
Como um escultor
Crio formas, tento te achar
Busco tuas formas, meu tesouro
Não posso mais esperar
Tu és minha arte, meu amor
Minha escultura singular.


Renato Baptista

Direitos Reservados

Nenhum comentário: