03 fevereiro 2008

Beijos e Bocas



Beijos e Bocas

Escorregando os lábios
Úmidos e ardentes
Pelas nuvens
De um céu de amor
Sentindo um mar
De cabelos revoltos
Lambendo o rosto
Cheiro de respiração
Perfume mulher
... E bocas se encontram
Se mordem
Se beijam
Murmuram paixão
E se dão permissão
Para mais uma arfante
Explosão de delírio.


Renato Baptista

Direitos Reservados

Nenhum comentário: