09 fevereiro 2008

Encontrando Uma Saída

Encontrando Uma Saída

Escrevo rápido
E passo batido
Por letras tortas
Atropelo as linhas
E nem termino palavras
Calculo mal, às vezes
Meu texto sem parágrafos
Sem pontos e nem vírgulas
Intrometendo pensamentos
Nas entrelinhas apertadas
Soletrando de vez em quando
Palavras que me soam mal
Enquanto derramo sobre o papel
Meu pensamento atrevido
Que termina por expor
Meus sentimentos não permitidos
E tenho frase para tudo
Leiam com muita calma
Mas não provoquem meu conteúdo
Porque sou teimoso que só vendo
Acabo por grafar tudo aí...
... Se doer, doeu, nem ligo
Mas não escondo atitudes
E também não provoco
Só exponho o que me sacode
Escrevo e escrevo
Esmagando a grafite
Gostando e sorrindo
Rápido, passando batido
Pelas risadas do mundo
Intrometendo nas entrelinhas
Minhas mágoas mais profundas
Meus amores maiores
Minha grande saudade
Minhas alegrias profanas
E toda a minha agonia.


Renato Baptista

Direitos Reservados

Nenhum comentário: