01 março 2008

Sensações à Meia Luz



Sensações à Meia-Luz

Ah, minha querida amada
Depois de ti todo mar é azul
Todo céu é azul
E todo perfume, amadeirado
Ah, minha doce amada
Depois de ti toda saudade
É doída
Toda espera é a mais longa
E não há mais
Lindas mulheres
Ah, minha querida amada
Quanta tristeza
Por te ver partir eu já chorei
Em quantas noites
Eu me desesperei
E quantas alegrias já senti
Ao te ver voltar
Ah, meu amor
Quantos e quantos versos
Escrevi para ti aqui sozinho
Quantos beijos
Te mandei pelo vento
E quantas vezes morri
Por não te ver ao meu lado
Ah, meu amor
Definitivamente aprendi na vida
O que é sentir saudade
Aqui... À meia-luz.


Renato Baptista

Direitos Reservados

Nenhum comentário: