22 maio 2008

Nas Entrelinhas...



Nas Entrelinhas...

Dormindo com a saudade
Esse meu sonho constante
Em meio à tempestade
Que dança no ar e me aplaude
E ri de mim às gargalhadas
Gelo de pensar, se assim consigo
E congelo pensamentos
Para que não fujam mais
Enquanto os sentimentos sofrem
Agonizam, se estrepam
E permanecem nas ausências
Na distância dos doces momentos
Que não gritam mais
Apenas sussurram desejos
Lamentam e se lamuriam
Choram cataratas
E não cicatrizam...


Renato Baptista

Todos os Direitos Reservados

Nenhum comentário: