11 agosto 2008

Feito (A) Mar - Dueto com Maria José Zanini Tauil



Jô Tauil, poeta maior que me deu a honra de estar duetando inspirado em seus versos.
Obrigado minha amiga.

FEITO (A) MAR

O mar?
Já foi meu corpo
TERNA E DOCE SENSAÇÃO
O sol?
Era meu braço
DESALINHO AO ALCANCE
O vento?
Meus desejos
MINUANO QUE SOPRA PAIXÃO
Meu sonho
De crueza envolto
SOBERBA DESCOMPOSTURA
Faz-me fugir
Do forte sol
Dos vendavais
Do mar revolto
DE TUDO E TUDO QUE SOU EU
O mar
já não me possui
CORPO TENRO ME DEIXOU
O sol já não me toca
BRILHA POR LÁ APENAS
O vento não eriça meus pêlos
SOPRA COMO QUEM VAI
Nem mesmo a brisa
Desalinha meus cabelos
QUE ESVOAÇARAM UM DIA
Talvez porque
Eu tenha muito medo
De (a)mar
E meus braços
Sem o calor do sol
Estão frios
Para abraçar...
TALVEZ PORQUE
MEU AMOR SE ESCONDEU
E ME FAZ APENAS SOBREVIVER
SEM MAIS CALOR
SEM SOL
FRIO COMO GELO
SEM ABRAÇOS
SEM BEIJOS
SEM NADA MAIS.

MAIÚSCULAS:RENATO BAPTISTA
minúsculas: Jô Tauil

Todos os Direitos Reservados

Um comentário:

Anônimo disse...

Demais vocês dois aqui!!! Amigo e Amiga que amo em versos sem igual nos trazendo emoção maior!!! Parabéns p'ros dois por este momento único e maravilhoso!!! E o meu beijo todo carinho no coração de cada um!!! Iza