10 outubro 2008

Dilacerante - Poetrix


Um comentário:

Claudia Dias disse...

Nunca tinha prestado atenção a esse tipo de poesia. Ela, com poucas palavras nos faz imaginar o inimaginário.
Os trocadilhos são perfeitos.
Claudia Dias