21 dezembro 2008

Doce veneno - Epílogo


Um comentário:

Retalhos de Amor disse...

Doce veneno, que o corpo doma e a alma cativa... Cada fragmento fica entranhado no sempre da vida!!!
Poemaço, Padrinho... Li cada pedacinho dessa maravilha escrita pelo teu coração!!! Beijão, Amigo meu!!! Iza