08 fevereiro 2009

Cinzas de Mim - Cleide Yamamoto



Cleide Yamamoto é poeta das melhores. Fala de amor como ninguém e consegue transportar aos seus versos os caminhos que persegue no seu interior, no seu coração.
É um presente enorme ter esta amiga aqui na Academia nos brindando com sua arte e talento.


CINZAS DE MIM


Deixei escrito
Na cabeceira da vida
Pedaços de mim
Chamei de poesia
As linhas desalinhadas
Que me fez assim.

Quebrei do tempo
O silêncio de tempos
Felizes e inocentes
Para tão assim
Deixar meu espírito
Conhecer o não e sim.

Fugi do mundo
Viajei sem bagagem
A alma sem disfarces
O corpo sem roupagem
No coração a imagem
Do amor e suas fases.

Peregrinei só
Mas sem nenhuma dor
Como verso sozinho
A caminho da Lua, do Sol
E no vento a favor
Soprei as cinzas de mim.

Cleide Yamamoto
Direitos Reservados

2 comentários:

Cleide Yamamoto disse...

Ah, meu amigo, que lindo ficou, você é um grande artista. A honra é toda minha, eu é que te agradeço de coração esse carinho. Beijo na sua alma, Renato.

Retalhos de Amor disse...

Cleide... Do convívio, saudades!!!
Tua Poesia, eterna no coração...
Emocionada a reencontro, minha Amiga!!!
Beijo grande, de ternura imensa
no teu doce coração!!!
Iza