26 fevereiro 2009

Orquídea Negra


Orquídea Negra

Orquídea bela que falava de amor
Salpicada de beijos, resplendor
Nuances lindas, colorido constante
Juras extasiantes e complexas
Querer desafiador, estonteante
Palavras mansas e carinhosas
Olhar enternecedor, sublime
Corpo que bailava, se contorcia
Exalava paixão em cada poro
Despertava a magia sem nexo
Com seu canto de sereia plena
Cheiros e perfumes se misturavam
Brilhava o sol durante a noite
Sacudindo cada fio de cabelo
E o eterno se perpetuava claro
Cumprindo o destino anunciado
A cada palavra, a cada gesto
Tudo se transformava em tudo
E o pensamento voava
Livre e leve como o vento
Vento que não pensa, apenas vai
Vai e leva consigo a verdade do amor
E outro mundo se formou
Apresentou-se e se confirmou
Na carícia constante, serena
E a orquídea virou duas
Duas em uma, unidas pela alma
Presas pela verdade do amor
... que o vento levou.

E a saia rodada se rasgou
Num repente alucinante
O feitiço se desfez, volátil
Os olhos se reviraram
E esqueceram o que é paixão
Paixão que se imagina intocável
Acima de tudo e de todos
Sem regras e sem decepções
Nuvens se formaram, negras
Os fios de cabelo voaram longe
E o perfume se transformou
Manchas ocupam os lençóis vazios
Uma casa vazia permanece
O destino, como se possível, mudou
As juras viraram gritos chocantes
Os beijos percorrem outra boca, talvez
E as orquídeas morreram de vez
Maltratadas pelas palavras árduas.

Sobrou um corpo cansado, exaurido
Cheio de dor e latente agonia
Sobrou alma partida, desprendida
Sobrou uma orquídea negra
Que velava os sonhos de perto
E agora ri sem receios
Sobrou a morte em vida
Não sobrou nada...
Nada sobrou.

Nem é amor o que se diz amor
Porque amor prevalece
Amor de verdade é eterno
Pelo menos na poesia.

Renato Baptista

4 comentários:

Retalhos de Amor disse...

Triste demais, Padrinho...
Que seja apenas eco do teu momento,
sinos sem ressonância que nada percutem!!!
Mas... Os versos teus, sempre ecoarão
amplidão!!!
Beijo, meu Amigo... No coração!!!
Iza

Anônimo disse...

Por acaso eu estava procurando fotos de orquídeas, e achei o seu poema..
é a coisa mais linda..juro
o comeco dela enxe o coracao de algum sentimento inexplicavel. Dá até pra imaginar agente dentro do poema!! parabéns, é lindo!!
achei o final bem triste, talvez se agente se prender mais nas coisas lindas da vida, como o comeco do seu poema, agente viva melhor...parabéns..É LINDO! um beijão..
Ana Beatriz

AninhaGR disse...

Que linda sua poesia... tocou-me fundo a alma... Parabéns. Paz e Luz.

afonso rocha disse...

Gostei deste poema apesar de transmitir tristeza!!!! Como o outro anónimo....tb eu andava hà procura de uma imagem de orquidia. Como artista...despertou-me a atençao desta. E ainda bem...pk assim continuo a lê-lo!!! Abraço.
afonso rocha