21 maio 2009

O Outro Momento de Amor Mais lindo de Todos os Tempos



O Outro Momento de Amor Mais lindo de Todos os Tempos

Vi de novo
Aquele teu olhar penetrante
Que arremessa teus olhos
Para dentro dos meus
Que desnuda o teu amor
Irrequieto
E te mostra por inteira
São olhos de menina
E olhar de mulher
Que vejo esculpidos
Nas minhas retinas
Que ficaram gravadas
Com tua imagem
De paixão e de entrega
A imagem da sublimação
Do amor sem compostura
E nossos olhos atraíram
Uns aos outros
Teu nariz encontrou o meu
E trocamos ali
As nossas vidas
Nosso ar
Nossos cheiros
Respirando o nosso amor
Que aspirava um ao outro
E expirava nossas vontades
Iguais
E a tua boca latejou
Naquele momento
Como a minha
E veio em direção à minha boca
Sedenta de ti
Nossos lábios se encostaram
Teus lábios maduros
Quentes, suplicantes
Doces de paixão
Lábios de uma boca
Que eu sabia
Queriam me engolir inteiro
Mas eles estavam ali
Imóveis
Colados aos meus
Como em oração
Era um momento de troca
Senti teu calor intenso
Tua vida fluindo
Senti o teu sabor
O gosto de amor sem freios
Os teus olhos penetrantes
Estavam fechados
Eu vi
Viajando pelo universo
Das sensações
Nenhum toque a mais
Só nossos lábios
Se comprimiam
Em busca das suas
Verdades absolutas
Passando mensagens secretas
Onde teus lábios contaram
Para os meus lábios
Que eles sabem beijar
O mundo não existia mais
A história parou de ser contada
Pelos contadores de história de amor
Pois eles foram superados
O dia virou noite
E alguma coisa aconteceu
Naquele momento mágico
Nossos olhos foram
Se abrindo
Nossos lábios se comprimindo
E se apertando
E se afastando até
Que ouvi um estalo
De beijo concluído
Teus olhos estavam
Vidrados
Como os meus
Levantei minha mão
E afaguei teu rosto
Lindo
Naquele momento pensei :
-Como eu te amo, meu Deus !!


Renato Baptista

Todos os Direitos Reservados

6 comentários:

Tathiane Galdino disse...

Renato:

Seu blog de poemas é simplismente maravilhoso! O amor mais lindo de todos os tempos, momento de grande inspiração poética...Quando puder visite também o meu blog de poesias:www.festadepoemas.blogspot.com

Um grande beijo!

Tathiane Galdino

Meg disse...

E como você expressa tão bem os sentimentos, com arte de palavras pintadas...quem disse que os homens não são sensíveis?
Está aí!!!!
Abraço.Parabéns
Meg - www.bichaneca,blogspot.com

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Camaradinha...

quando os olhos vidram, é que não tem mais jeito! A paixão pegou de cheio e se instalou. Belos momentos de amor mais lindo. Bjs

Renato Baptista disse...

Tathiane...
Obrigado por sua visita e comentário.
Abraços do Renato Baptista

Renato Baptista disse...

Meg...
Agradeço as palavras deixadas aqui no meu poema.
Volte sempre.
Renato

Renato Baptista disse...

Veronica...
Coisa de poeta, quem sabe... apenas coisa de poeta que tenta.
Beijo* e valeu a presença, como sempre.