10 julho 2009

Assim...

Arte Imagem - Maria Inês simões


Assim...

A vida é assim
Faz a distância com prosa
E eu te faço em poesia
Faz do fim o meio
E eu de você meu princípio
A vida é assim
Tão curta para a alegria
Tão longa nas esperas
E eu sou assim
Desse meu jeito
Que você sabe bem
Alma aguerrida
Sofrida e felina
Que vai e vem
Com doce açoite
Mas a vida conduz
E nosso tempo reduz
Sem consumismos
Sem alegorias
Sem pena
Porque a vida é assim
Escorrega pelos dedos
Por vezes
Sem que a contornemos
Sem que percebamos até
E o tempo voa
Atravessa as nuvens
Corta o rosto
Como vento gelado
Escondendo as lágrimas
Que nosso amor chorou
E o tempo voa à toa
Sem rumo, sem dó
Porque a vida é nossa
Não do céu, nem das estrelas
Nem da poesia que a contempla
Nem do transeunte passageiro
Que quem sabe nos assiste
Nem de paixão dissidente
Que esperneia por aí
Sem nem mesmo ser notada
A vida é assim...
Destra e serena
Plena e bandida
E, ou a vivemos
Ou ela voa como o tempo
Porque eu sou assim
E você é assim
Simplesmente somos
Como um princípio
Que traduz os meios
Sem que haja fim.

Porque amor, se existe, não tem fim
Porque paixão grita alto e esperneia
Porque você é minha do seu jeito
E eu sou teu assim assim...

Renato Baptista

Direitos Reservados

Um comentário:

Retalhos de Amor disse...

Assim, assim...
Tua Especial Poesia
Sempre, Caminhos Meus
Onde baila o ser e o sentir
.................. D'Alma!!!

Palavras pequenas
Versos Infinitos!!!

Beijos, Padrinho...
No coração, viu!!!
Iza