24 julho 2009

PALCO


Palco

Faço de ti meu teatro
Cortinas fechadas
Olhos cerrados
Pearl Jam no ar
Cigarro apagado
Como a paixão
Cinzas esparramadas
Sobre o último beijo
Que me deixou teu gosto
De despedida
Aquele no jardim, lembra?
Em noite clara de luar
Mas estou pronto
Para te ouvir
Ouvir teu choro
Beber tuas lágrimas
Em chamas
Que me queimam
Enquanto lambem meu rosto
Teu rosto

Destino... de quem ama.

Renato Baptista

Direitos Reservados


4 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Renato! Como sempre inspirado e criando maravilhas.

Fiquei muito feliz com o teu convite para uma possível participação na Casa da poesia. Vou analisar sobre o assunto e posteriormente te darei uma resposta. Desde já, aceite os meus mais sinceros agradecimentos.

Abraços,

Furtado.

andróide sem par disse...

Gostei!

Clau Assi disse...

Renato, em pequenas poesias ou nelas maiores sua inspiração é sempre um banho de sensibilidade.
É muito bom ler o que você escreve.

beijos ternreuntos
Clau Assi

Retalhos de Amor disse...

Qualquer palavra seria pequena...
O silêncio diz mais!!!

"*****"

Beijos, Padrinho...
No coração!!!
Iza