27 setembro 2009

Perfumes



Perfumes

Perfume vem de longe
Flores exóticas se materializam
Enfeitando o dia de alegria
E o sol que canta alto
Aquece a alma antes deserta
Brisa perfumada se antecipa
Enchendo o peito de esperança
Jóia se pronuncia lá longe
E a manhã aqui, já alta
Lembra do ontem
Que encheu de amor meu coração.

Renato Baptista
Direitos Reservados

19 setembro 2009

O Blog da Casa da Poesia está no ar...





http://nossacasadapoesia.blogspot.com

O Blog da Casa da Poesia está no ar com força total. São notícias, dicas, eventos, concursos e muito mais. Já contamos, iclusive, com o apoio da editora da Revista ZaP - ZaP News, que nos ajuda com notícias atualizadíssmas sobre o que acontece nesse nosso meio.
Visite-nos, e se quiser ser um membro da rede social e poética "Casa da Poesia" deixe aqui o seu email que terei o máximo prazer em enviar um convite.

Estamos planejando novas atividades, como concursos internos, entrevistas e em breve teremos o lançamento de uma Antologia da Casa da Poesia...entre outras novidades.

Somos poetas unidos em torno da difusão do crescimento da Literatura Virtual.
Falta apenas você estar conosco!


Renato Baptista

12 setembro 2009

HOMENAGEM



Este selo é um presente dos meus amigos, Iza Klipel e Daufen Bach.
Retalhos de Amor e Era para ser Canção
Muito obrigado pelo carinho aos dois poetas mais do que amigos, que caminham junto comigo por essas alamedas da literatura virtual e sempre mostraram seu reconhecimento, não só pelo meu trabalho, mas pelo trabalho de todos que se esforçam, como eu, para evoluir e aprender.
Iza e Daufen... O talento de vocês é impressionante e saibam que os tenho como modelo, sempre!

O recebimento do selo inclui as seguintes regras:

1 - Postar o selo;
2 - Colocar no seu post o nome do blog que te indicou ao prêmio;
3 - Escrever uma mensagem de agradecimento ao blogueiro que te indicou;
4 - Abaixo do selo descrever 5 características suas;
5 - Indicar o prêmio a 5 ou mais blogs para receber o selo.


Minhas cinco características:

1 – Humor – Dizem que tenho raciocínio verbal e que nunca perco a frase e o bom humor, não é uma verdade isso, porque não vivemos felizes sempre, mas quem me conhece sabe que coloco à vontade e muito próximos os que são verdadeiros amigos e cúmplices de alma.
Nunca me aproveito de ninguém em benefício próprio, portanto, sou feliz na medida do possível.

2 – Teimosia – Sempre sigo meu instinto e persevero nas minhas convicções, procurando não errar e tirando de cada fato da vida uma lição, mas tendo em mente, sempre, a humildade e o auxílio ao próximo.
Quando erro, tenho a humildade de assumir e mudar minha ação e pensamento.

3 – Insegurança – Talvez seja porque esta é a característica do meu signo astrológico, Libra, mas eu me esforço sempre para seguir pelo caminho mais fácil, menos dolorido e mais justo para todos... A vida nos ensina isso.
Às vezes a dúvida prevalece nas escolhas, mas tudo é questão de tempo e avaliação correta.
Uns seguem o mel, outros a abelha... Vai da escolha de cada um.

4 – Honestidade – Abomino que não é honesto, quem não tem princípios e vive em função de si mesmo.
Quando falo, cumpro, quando penso e decido, mantenho a palavra.
Acredito e me aproximo de quem age assim e me afasto de quem ultrapassa limites e não cumpre o que diz.

5 – Intolerância – Não tolero barulho de saco plástico e bolo com frutas, he,he... E não tolero também quem escolhe más companhias e vive nas sombras. Transparência é tudo na vida.


Meus Blogs indicados são:

1 - Poesia Cá e Lá – Clau Assi e Théo Drummond
2 – Espiral do Viver – Verônica de Nazareth
3 – Olhares da Poesia – Maisa C. Vibancos
4 – Alma em Poesia – Thais Arrigui
5 – Rir e Discutir – Guilherme Simão
6 – Blog de Leek Stefens
7 – Encantos da Rabisqueira Engatinhante – Tânia Voigt

Agradeço pelo carinho e que todos estejam com Deus.
Renato Baptista

08 setembro 2009

COMO ESCREVER "POEMINIS"

POEMINIS

Escrevi certa vez um Mini-Poeminha. Este foi o primeiro de uma série que batizo de "Poemini".

Imponho-me assim algumas regras de escrita que são as seguintes:

1 - O Poemini deve ser acompanhado de imagem / ilustração, que o inspira. O poema pode estar dentro da imagem ou abaixo dela.

2 - Poemini não tem título, apenas numeração....o Título é a própria ilustração.

3 - A composição é feita por 2 versos com no máximo 12 sílabas poéticas no total.


Pode-se fazer uma sequência que conta uma história ou um pensamento, ou vários poemas sobre um tema, mesmo não existindo ligação direta entre os textos... Apenas neste caso o Poemini deve ser identificado por um título (apenas uma palavra) e numerado. Ex.: "Poemini - Sensação 01".

Pode haver dueto em forma de resposta... Seguindo-se as mesmas regras do POEMINI. Nunca o dueto deve dar sequência aos versos, senão os descaracterizam, e sim, ficar abaixo da raiz como resposta ao pensamento.

"POEMINI" é apenas um exercício de compactação do resumo da síntese de um sentimento momentâneo... Mais um aprendizado.

Renato Baptista

...Em Sendo Poesia



... Em sendo poesia

Poesia é assim
Canta amor
Fere a saudade
Expõe a alma

Poesia é assim
Deveria ser lida
Por quem de direito
E com os olhos abertos

Poesia é assim
Vai e volta
Como a vida
Eterno-retorno

Poesia é assim
Grita e esperneia
Sabe e não sabe
Entorta a cabeça

Poesia é assim
Cada um no seu canto
Guardando o espanto
Sem interferir, sem ferir

Poesia é assim
Um doce querer
Brilho do desejo
Um algo sem fim

Poesia é assim
Sem gracejos que cutucam
Sem bocejos de espera
Sem acenos obcenos

Poesia é como eu digo
Sem sombras
Sem arrojos do cio
Sem especulação

Poesia é poesia, em sendo poesia
Enquanto poetas brincam de ser
Traduzindo tentações imaginadas
Sem noção do tamanho do querer.

Renato Baptista
Direitos Reservados

Poemini 67

Poemini - Vintage 03

05 setembro 2009

Para um Espírito de Luz...

Para um Espírito de Luz

Cumplicidade dos espíritos
Em amor puro, sublimado
Envolvimento supremo
Guiado por Deus
Tua presença é constante
Guiando meus caminhos
Em doce proteção
Meu respeito profundo
À sua luz e à sua delicadeza
Que Deus, aí do seu lado
A proteja e esteja sempre
Acariciando o seu coração.

Feliz Aniversário.

Renato Baptista

04 setembro 2009

Sonho

Sonho com tua boca que me procura
Com teus olhos nos meus falando de amor
Sonho com teu jeito, com teu peito
Arfando junto ao meu
Sonho com teu carinho
Tuas juras de paixão
Sonho com teu corpo, pele macia
Embolado no meu
Sonho com teu gosto
Teu pedaço de céu
Com tuas mensagens secretas
Que pulsam nas tuas entranhas
E me apertam e gritam
Sonho com o teu ombro desnudado
Clamando por meus lábios
Chamando um beijo daqueles
Que escorre e abraça seu seio
Sonho com teu toque leve
Mãos de fada que me conduzem
Sonho com teu nome que pronuncio
Nas minhas noites solitárias
E nossas almas conversam assim
Sonho com tua beleza que me alucina
E grita e me envolve e me enlouquece
Sonho com teu jeito
Que de longe me espreita
Sonho com teu doce, teu mel, teu cheiro
E acordo com a tua ausência
Que coloca na minha boca que te procura
Um gosto desesperado de saudade.

Renato Baptista
Direitos Reservados