22 outubro 2009

O que Restou - Poetrix

4 comentários:

Beatriz Prestes disse...

Tempo que dobra.......sentimentos que não morrem!
Tocante e lindo!
Bea

Graça disse...

Renato,
hoje pude tirar um tempo para viajar pelo teu blog e o que contemplei foi algo muito bom!!!
Sei que és talentoso, mas pude constatar também que és de fato muito sensível...
Unindo o útil ao agradável - eis você!
Abraços.

Renato Baptista disse...

Beatriz...

Nas dobras do tempo ficam aprisionadas histórias que os espíritos produzem. Com o passar das vidas a consciência dos erros e acertos vai se formando e o aprendizado vai nos levando cada vez mais para perto do que Deus escreveu como certo e determinante.
Um evloluir eterno, eu diria.
Obrigado por suas palavras, porque sei que perante o seu conhecimento espiritual, tudo isso que tentei dizer fica claro.
Beijo*

Renato Baptista disse...

Graça...
Agradeço a sua visita e fico honrado com suas palavras. Estive no seu blog e agradeço tbém a colocação do banner da Casa da Poesia lá.
Esteja com Deus.
Renato Baptista