30 janeiro 2010

O Amor Maior


O Amor Maior

Tudo o que eu queria
Era viajar com você
Para a lua
Andar com você de mãos dadas
Sem destino
Só caminhar
Até que chegássemos
De vez
Na face oculta
Só nós dois, sozinhos
Brindando sem luar
Ao amor maior
E amar você sem peso
Num ir e vir sem tempo
E nem lugar
Olhando o horizonte próximo
E imaginando que conquistamos
O nosso mundo
Queria então caminhar
De volta a um ponto qualquer
E certo
E te beijar com vontade
Daquele jeito alucinado
Com força
Para que todos na Terra
Nos vissem e soubessem
Que o nosso amor
É o maior do Universo.

Renato Baptista

22 janeiro 2010

12 janeiro 2010

Lápis, Papel e Poesia



Lápis, Papel e Poesia

aponte o lápis
aponte para a cabeça
do papel
que faz o seu papel
a ponta rôta
que rasga a folha
aponte a ponta
levante as mãos
pense, escreva
morra de amor
no seu poema
pauta, folha branca
sem medo... vai
lápis, grafite
lápis de cor
paixão na ponta
do lápis...
que traduz o coração.

Renato Baptista

10 janeiro 2010

Onde quer que você vá...



Onde quer que você vá...

Eu bem sei, porque me vejo
Quem fala sem que você queira ouvir
E as palavras ficam como som no espaço
Soltas e sem noção alguma
Caminhando nas estrelas sem deixar marcas
Sem deixar escrita a história que teve um começo
E promete sutil, não ter fim
Ela apenas existe na incalculada imensidão
Como uma luz néon que vive e sobrevive
Marcada pela essência animale
Num mar de lágrimas exóticas
Perfumadas, amadeiradas e gentis.

Mas o vento de tempestade
Que abre o vendaval
Trás os sonhos que voavam por voar
E eu não sei mais se deixo você ir
Porque meu pensamento vai
Onde quer que você vá
Seguindo seus passos com a alma aberta
E com minha benção nas mãos
E quando o frio acabar
E o verão colorido tudo invadir
Surgirá a sua beleza que as sombras tanto escondem
Por detrás daquela janela sem mosaico.

E você vai, vai
E deixa pelo caminho
Uma alegre lembrança tatuada
Com um beijo renascido, escapulido
E o coração apertado sorrindo alegre
Alegre por ver renascer
Os dias que eram apenas noites

E hoje nos perseguem

A perseguem

Onde quer que você vá...

Renato Baptista

07 janeiro 2010