23 fevereiro 2010

Controvérsias da Imaginação


Controvérsias da Imaginação

Espera insana, daquelas de quem ama
Que dorme comigo e me acorda, me consome
Enquanto durmo, fantasmas me sussurram
Devaneios intrínsecos que permeiam a vida
Dançam à minha volta mostrando e apontando
Pessoas e lugares que nunca vi, desconheço
E aquilo se mistura entre sonho e pensamento
E junto com a espera insana, dorme comigo a certeza
A verdade do amor que me eleva os amanhãs
Então acordo, levanto confuso, perturbado
Assombrado pelas tantas notas malignas
Tendo gravado na mente o roteiro
E a ele me entrego mesmo não querendo
E vou, caminho, tropeço na procura sem nexo
E olho não querendo ver o que está ali no mapa
É algo sem sentido, debruçado, avesso ao natural
Controvérsia da emoção abrupta e corrosiva
E ficam os porquês na mente insípida estampados
Mente que transborda ressentimento
Quando deveria cantar amor de bom dia.

Mas é tudo pesadelo meu, daqueles que torturam
Fazem perder a respiração e fazem suar
Porque o sol brilha no céu e inventa a lua
Que logo mais virá acariciar a minha espera
Trará luz incontida à noite desesperada e não quista
Que temo sem pensar, que não quero mais que exista
Porque me trará na madrugada fria
As sombras do que não existe, do que não é
Do que nunca foi, porque o amor é maior que tudo
E assim noite e dia se confundem em êxtase
Atordoando os fantasmas que me perseguem
E que cada vez mais se perdem no escuro distante
Com bocarras que gritam gritos surdos agora
Que nem mais escuto...

Renato Baptista

Casa da Poesia - Visite e Cadastre-se


8 comentários:

Tânia Meneghelli disse...

Olá, Renato!

Indiquei um selo bem especial pro seu blog, tá? Veja lá no meu cantinho.

Beijoca!

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema.
Gostei imenso da criatividade poética das suas palavras.
Abraço.

Maria João disse...

Olá Renato. Faz algum tempo que não visito o seu espaço, mas ando cheia de trabalho. Mas aqui estou para desejar a vc um óptimo final de semana.
Tudo de bom e beijos de coração.

Renato Baptista disse...

Tânia...

Obrigado pela visita e pelo selo. Ele já está aí no blog...Foi uma honra.

Abraços* amiga

Renato Baptista disse...

Maria João...

Legal ter você por aqui. Abraços e um bom fds pra você também amiga.

Renato*

Beatriz Prestes disse...

Quando no coração habita a certeza...realmente não há espaço para a tribulação......
O amor é maior que tudo!
E teus versos mostram tudo o que ele é capaz!
Um poema onde se percorre todos os caminhos incompreensíveis de amar!
Uma jóia escrita!!!
Beijo
Bea

Renato Baptista disse...

Beatriz....

Os versos trilham caminhos inexplorados e de difícil compreensão...por isso eles passam a existir no papel, pelo menos numa tentativa de se sentir as coisas como elas são... mas amar é assim...fácil de sentir, complicado de explicar.

Beijos*

Renato Baptista disse...

Valeu Nilson...

Suas palavras identificam a minha proposta.

Abraços*