29 março 2010

Na Calada da Noite


Na Calada da Noite

Uma noite
Quase madrugada
Lua nova
Eu acho
... E nem importa
Envolvo você
Com meus braços
Aperto-a forte
Viro você
Reviro
Procurando
O seu avesso
Já conheço
Cada detalhe seu
E vou por meus atalhos
Tocando
Arrepiando
E ouvindo os seus gemidos
Baixos, surdos
Que denunciam
O seu prazer
Tapo sua boca
Com minha boca
Engulo então
Os seus gritos
Os gritos que alucinam
A calada da noite
Gritos que ecoam
Dentro de mim
Anunciando o momento
De eu sair de você
Por momentos...

Renato Baptista

10 comentários:

Sonhadora disse...

Renato
Lindo poema...muito sensual.

Beijinhos
Sonhadora

Beatriz Prestes disse...

Teu poema é tão gritantemente lindo, tão ardente e intenso, que fica na garganta, aquela palavra....aquele sentimento que realmente só um grito é capaz de traduzir!!
Lindíssimo
Beijo carinhoso
Bea

Elaine Barnes disse...

Uma beleza de sensualidade. Sair desses momentos...Melhor nem pensar, apenas sentir e viver enquanto dure rs... Lindo! Montão de bjs e abraços

Tânia Meneghelli disse...

Renato...

Uau!... Sensual e inspiradíssimo... Belo Poema!

Este é um bom exemplo de que não é nada fácil apresentar algo lá na Casa da Poesia... Mas ainda chego lá!

Beijoca!

Miriam disse...

Renato,este não é apenas um poema. É mais ainda: é um canto melodioso que exala sensualidade e ternura (ao final, quando se aproxima "o momento de eu sair de você"... Não fala apenas de uma relação sexual. Transmite, na verdade, um momento de profundo amor que também se fortifica através do sexo,na troca de sentimentos puros, de desejos e fluídos (físicos e espirituais). Você fala do exato instante em que duas almas se unem pelo amor, com amor, por amor. Isso é lindo. Veramente!
Um forte abraço da amiga

Miriam Panighel Carvalho

Canto de Poesias disse...

Muito bom Renato.
Adorei.
Bjokas

Maria disse...

Hoje encontrei o seu blog e adorei, vou seguir com imenso prazer.
aproveito para desejar a si e a toda a sua familia uma Santa e Feliz Páscoa.

Páscoa é libertação,
é amor e renovação
da fé, em Nosso Senhor.
Ele, sua vida nos deu
demonstrando seu imenso amor.

Sim por nós Ele morreu
mas na glória ressuscitou.
A mensagem que a Páscoa traz
é de amor alegria e esperança,
de que no mundo possa haver paz.

Abramos o coração,
Páscoa é tempo de partilhar
tempo de doar, de fraternidade e comunhão.
É tempo de amar
e ao próximo estender a mão.

Desconheço autor

Que a Luz do Senhor esteja sempre consigo, iluminando o seu caminho.
bjs
Maria

Márcia Vilarinho disse...

%Toda a sua poesia é realidade posta exatamente na linguagem veemente dos sentimentos..em suas mais variadas cores. Parabéns. Arte em maestria.

Márcia Vilarinho disse...

Sua poesia descreve a realidade através dos sentimentos em todas as suas qualidades, luzes, tons, sons e cores, traduzidos pela poesia em arte magistral. Parabéns!

Sandra disse...

Querido amigo já estou te seguindo.
Vou levar este lindo poema para meu lindo cantinho
Sinal de liberdade. Farei os devidos créditos a vc. Lindo este espaço.
Um grande abraço.
sandra