22 março 2010

... sem nada - apenas uma pausa

fica a sensação de que o mundo está virado ao contrário de repente...
então não há poesia, não há grito, não há ar, não há suspiro, não há nada
nada de música, nada de rimas, nada de palavras... apenas silêncio total.

7 comentários:

Sonhadora disse...

Renato
Nostalgico, mas muito belo .

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Bergilde Croce disse...

Olá,Renato!Vi a indicação de seu blog através do guia de mulher e vim visitar.Gostei dos trabalhos que publica aqui e já seguindo da Itália,Bergilde Croce

Lilazdavioleta disse...

Momentos há , que as pausas e silêncios estão plenos de poesia .

Um beijo,

Maria

Hana disse...

Nossa que cantinho show, posso te ler aqui, incluindo seu cração e ele é lindo, sentimos em suas palavras. obrigada pelo espaço para sonhar.
com carinho
Hana

Beatriz Prestes disse...

Às vezes o mundo vira não só de ponta cabeça, mas do avesso tbém!
Lindos versos sobre pausas, reflexões, concentrações.....
Maravilhosa a poesia que sabe externar!
Brilhante tua poesia!!!!!!!
Beijo
Bea

Elaine Barnes disse...

Momentos necessários para aquietar a alma.Espero que fique bem. Montão de bjs e abraços silenciosos

Sandra Botelho disse...

Um rapido descanso para o poeta...
Bjos achocolatados!