14 março 2010

Tarde de Verão - Um poema que agora chora...



Tarde de Verão - Poema que chora

E eu, nessa tarde fria de verão
Sentindo o calor da saudade
Imaginando o teu céu, meu véu
Teu amor que me escapa e vai
Com o vento que te leva
Pelos caminhos da vida
Mas o destino é um só
Ao meu lado por segundos
Como o beija-flor que bica
Alimenta-se e vive
E voa e se distancia
Fico com o sabor
Da sua boca que é linda
Com teu hálito macio
Com o carinho do teu abraço
Com a sensação da tua pele
Doce e querida
E tudo como se eu te tivesse
Aqui, agora
Acariciando o meu desejo
Minha fome de te amar

E eu, aqui vendo a noite chegar
Estrelas que se anunciam
Tempestade de amor
Que se pronuncia
Na imagem do teu cheiro
Do teu gosto que me tem
Como uma simples e comportada
Paixão...

Renato Baptista

Nada mais triste do que um poema solitário!!!

15 comentários:

Suziley disse...

Com belos versos, viva o dia da poesia!! Parabéns amigo Renato!
Uma boa semana, :)
Suziley.

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Lindo poema, muito amor e paixão em belas palavras.

beijinhos
Sonhadora

Wanderley Elian Lima disse...

Quando cair a tempestade de amor, fique nela até encharcar a alma.
Grande abraço

Márcia Vilarinho disse...

Ah Reanto com que maestria você tange a lira da saudade...do amor eterno...enraizado...cravado...extensivo ao tempo inteiro...com perfume de universo. Lindo!!

continuando assim... disse...

e a historia de Alice, lá continua....
no
... continuando assim...

mais logo, um novo capítulo

um obrigada a quem segue (porque só vale a pena assim).

Um especial convite, para quem ainda não mergulhou naquela história.
...é só uma história, apenas isso.

obrigada
e até logo
Bj
teresa

Mary disse...

Obrigada por seguir o blog da mary, adorei ter vindo aqui.
Seja sempre bem vindo.
Abraços

Valéria disse...

Posso ser sincera? "Tarde de Verão" é mais a minha cara, uma paixão comportada que se alimenta e vive...
Belo texto.

Renato Baptista disse...

COMENTÁRIO ENVIADO POR E-MAIL PELO AMIGO POETA THÉO DRUMMOND...

Falando de saudade e de amor, seu TARDE DE VERÂO
resultou num poema lindo, em que tudo o que sentimos,
quando amamos e sofremos, está dito com uma grande
sabedoria.

Théo Drummond


Obrigado Théo, meu Mestre, pelo carinho e pelo apoio constante.

Renato Baptista

Fragmentos Betty Martins disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Patty disse...

ABRAÇOS, BEIJOS, TOQUES DE PELE.
TUDO DELICCIOSO E MOSTRADO DE UMA FORMA DOCE E APAIXONDA.
QUE LINDO ENTARDECER.
PARABÉNS.
MEL PRA TI!

Poesias-Fran.R.M disse...

Olá!

Te indiquei o selinho Prêmio Blog Vip que está no meu blog.
Coloque em seu blog e siga as regras.

Bjs e Boa Tarde! :D

AFRICA EM POESIA disse...

PASSEI E GOSTEI POESIA é...AMOR...


BEIJOS

ONG ALERTA disse...

Viemos para esta vida em busca de amor e dar amor...lindo, paz.

rosa-branca disse...

Olá Renato, seu poema é lindo. Adorei. Beijo meu

Beatriz Prestes disse...

Cada verso uma carícia!
Um lindo momento de poesia!
Beijo
Bea