24 março 2010

Voando


10 comentários:

Eriem F disse...

Voar é parte do processo... um ato de integraçao entre a fantasia e a poética explicita que circunda o coraçao do poeta, é no alce desse voo que a imaginaçao se solta e se materializa nas prosas e versos. Meu abraço poeta Renato, foi um prazer ler voce!

Valéria disse...

Gostei...e essa minha mania de interpretar e imaginar a cena da poesia, enquanto leio visualizo pássaros brancos num céu azul...pode? rsrs
Abraços

Canto da Boca disse...

E esse pássaro carrega nas asas a alma do poeta azulando o infinito.

Abraço!

;)

Nova Civilização disse...

Os pássaros nos ensina a liberdade... o desprendimento de uma alma que sabe voar!

Parabéns pelas poesias e pelos espaços. Estou adorando,

muito obrigada pela partilha,

abraços fraternos

Gisele

Suziley disse...

Voar, liberdade no espírito!! Tenha um bom dia amigo Renato! :)

O Profeta disse...

Na bolina enganei o Vento
Seguro firme este leme que não largarei mais
Tatuei meus sonhos na brandura das velas
Fiz juras de amor junto aos brandais

Conferi o rumo com um golfinho zombeteiro
Uma baleia branca sorriu em brancura
Um bando de voadores peixes cruzou comigo
Um peixe-anjo subiu na vaga e sorriu com ternura

Boa semana

Renato Baptista disse...

Meu caro que se auto-denomina "Profeta".

Muito bem... entendi seu recado.
Vamos assim numa adaptação do velho ditado... a ordem do dia é: Quem comeu o melado e se lambuzou, não larga o pote. Espero que se dê bem, sinceramente meu amigo.
Vamos em frente.

Abraços* e volte sempre.

Renato Baptista

Sandra Helena Queiróz Silva disse...

Amigo Poeta,

Voar é ir além do imaginário,alçar um vôo na direção dos sentimentos mais latentes,que pulsam nos vôos rasantes;ou nos mais elevados.
É o amor-pássaro, nos pensamentos que voam e bailam num céu azul, bordados de estrelas.

Beijos de Luz!

Erika disse...

Voei nas suas palavras, e neste voô me encontrei e me entristeci com o que vi, mas vou continuar voando... sonhando...

Só estou comentando o que meu coração sentiu ao ler seu poema, você escreve coisas bonitas e tristes, parecem -se com paisagens bucólicas.
Abraços. Um bater de asas!!

Zezinha Sousa disse...

Renato, vc tem um jeito de fazer poesia muito particular, acho que se eu lesse um poema seu em algum lugar, antes de olhar o nome do poeta, desconfiaria logo que ali estava você.
Renato Batista e Beatriz Prestes, meus amores, meus poetas.
Aguardo sua visita.
Bjos!!!!