18 junho 2010

Lágrima de Saudade



Lágrima de Saudade

Uma lágrima escorreu
Cristalina
Brilhante
Deixando seu rastro
Na minha face
De espera
Desceu suave
Marcando o seu caminho
Deixando para o meu tato
A sensação da certeza
Do meu desalento
Meus olhos parados
Cansados
De tanto esperar
Agora se fecham
Criando por dentro
A tua imagem sublime
E a lágrima límpida
Escorreu triste
Até encontrar
Os meus lábios
Que beijaram salgado
Toda a minha saudade
Escondida.

Renato Baptista

14 comentários:

Mila disse...

Bela poesia!
A saudade é um sentimento arrebatador.
Bjs
Mila Lopes

Sandra Botelho disse...

Essas lagrimas sõa tão amargas...
Lindo poema.
Bjos achocolatados

Zezinha Sousa disse...

Lindo poema, Renato, mas eu sou suspeita a falar, vc sabe que eu sou sua fã. Aguardo sua visita no meu blog. Bjos!!!


POEMA TRISTE

Quando essa lágrima secar
Quando o brilho aos meus olhos voltar
Quando nos meus lábios um sorriso brotar...
Estarei pronta pra te receber.

Nossos sonhos e delírios
Agora já adormecidos
Quem sabe... Irão acordar...

E um lindo beija-flor
Com fome e com sede de amor
Buscará nas flores noturnas
As gotas de orvalho beber.

Zezinha Sousa

Maria disse...

Amigo, excelente poesia, a saudade dilacera os nossos corações.

Tenha um feliz fim-de-semana

"A felicidade não está em viver, mas em saber viver. Não vive mais o que mais vive, mas o que melhor vive, porque a vida não mede o tempo, mas o emprego que dela fazemos." (Autor desconhecido)

bjs do tamanho do infinito
Maria

Beatriz Prestes disse...

Um poema tão pleno de tudo quanto está repleta a alma e o coração...
Lágrima de saudade..que vai do sal ao amargor. Deixando em nós o travo de dor.
Um poema tão lindo que não cabem todos os elogios, pois um poema que toca a alma vai além!
Para ler, e silenciar...
Bea

Karina Aldrighis disse...

Escorrem as lágrimas, chore o seu pranto! abraços

Sonhadora disse...

Meu querido Renato
um belo momento de sentimentos, num belo poema.
Vidas afectadas pela Doença da Tiróide

Márcia Vilarinho disse...

Que profunda dor nos traz a saudade. Que profundo alento nos traz a lágrima. Em que profundo alicerce nos mantém o amor. Abraços, amigo.

Maria Ribeiro disse...

RENATO BAPTISTA:Quanto a mim, a tua Saudade não está escondida... está aí... nessa lágrima doce-salgada que você é capal de libertar, à medida da sua dor!
BEIJO amigo
LUSIBERO

Aleatoriamente disse...

Olá, passeando aleatoriamente, me deparei com seu espaço maravilhoso.
Sensação de leveza,o poder do amor feixe de uma conexão com outra.
Até...

Márcia Vilarinho disse...

De tão expressivo, choro junto, Lindo! Abraços, amigo.

Mariana Gomes disse...

A saudade faz do reencontro um acontecimento mágico.
Parabens pelas palavras..
Grande Abraço

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Irmão-Camarada...

teus versos, sempre belos. Ainda que úmidos de lagrimas, porém luzentes do mais profundo sentimento, que nos encanta a alma. Saudade de ler-te, irmão! Bjs

O CANTO DE MARIA disse...

Triste, bela poesia!!
Amor e saudade, sempre juntos!
beijos cariocas!