15 agosto 2010

Paredes


Paredes

Nas sombras
Tenebrosa ansiedade
Invado os meios
Procuro desejos
Desalinho versos
Rasgo do avesso
As estrofes da vida
Insana inquietude
Naqueles sons lúgrubes
Que atordoam a mente
Enquanto durmo
Faço do amor minha âncora
Desafio os Deuses
Imponho latitudes
Descubro meus medos
Revejo atitudes
Aquieto-me
Mas miro certeiro
O embuste arruaceiro
E acerto, um dia acerto
Bem no meio da testa
Quem não sabe
Quem não pensa
Ignorante lameiro
Desajustado, enfim
Fora de órbita
E meu coração bate
Rebate, se ajeita
No peito quentinho
De quem sabe falar de amor
De quem inventou a paixão
E por ela vive, perfeita
Lustres balançam
Rangem até as paredes
Imagens dançam
Quando vêem
O beijo azul
Que faz um estardalhaço
Pula o muro
Sacode o lençol
E termina certeiro
Com gosto de quero mais
Porque ele é eterno
Assim como os que amam
Os indicados por Deus
Para morrer de amor
Um pouco, quem sabe
E germina a semente
Dos que sentem
E vão por aí afora
Sem pena e sem dó
Com lança à proa
Até encontrar a garganta
De quem apoquenta.

Sonhos invadem a mente
Fazem o amor suar
Acordo molhado
Sem saber de nada
Querendo lembrar
E encontro sua mão
Que me acaricia
Que me acalma
E me sentencia
A mais um dia apaixonado.

Renato Baptista

6 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Renato
Maravilhoso poema, amor louco...louco amor.
Adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Beatriz Prestes disse...

Benditos são os sonhos...
Estes são sim os momentos em que somos realmente despertos para tudo que somos e queremos.
Mais um poema que fala das tantas coisas da alma, do coração, das dores...
Lindíssimo, eloquente, um verdadeiro POEMA!!
Beijo
Bea

Beatriz Prestes disse...

Maravilhoso acordar com certezas...mesmo que sejam certezas sonhadoras!
Lindíssimo!!
Beijo
Bea

Ricardo Novais disse...

Puxa! Confesso que não sou muito íntimo da poesia - sofro muito com ela e por isto mesmo recorro mais à prosa; entretanto, este teu poema é incrível - bonito que só, tocante e até reflexivo de corroer o coração. Parabéns! Gostei muito do blog.

Um abraço,

@RicardoAnovais

Márcia Vilarinho disse...

Nossa Renato, realmente esse poema se faz sonho de uma forma descrita em escrita de total amor. Lindo. Abraços

rosa disse...

Os lábios falam do que está cheio o coração. Você tem um coração maravilhoso, daí a beleza de tua poesia. Parabéns. Edna