14 novembro 2010

Escrava do Amor

7 comentários:

Ingrid disse...

Renato,
escravidão sublime..
belas palavras!..
Beijo.

*Simone Fernandes* disse...

Oi amigo,

Lindo esse poema. Como sempre vc fala do amor com tanta intensidade dos sentimentos, com tanta paixão... Maravilhoso! Parabéns!!!

Bjos,

*Simone*

Anna disse...

Renato, grande poeta,

É maravilhoso viajar por este mundo blogueiro quando nos deparamos com espaços especiais como este, que nos enche os olhos e a alma de contentamento, pela beleza que é, literalmente.
Poemas magníficos, parabéns!
Um dia de inspiração divina para você.
Espero você para conhecer um pouco do Fragmentos de Minha Alma que ainda está engatinhando, mas com enorme desejo de crescer...
Beijos de luz e carinho em seu coração,
Anna

http://fragmentosdminhalma.blogspot.com

Ana Matias disse...

Estou procurando Blogs maravilhosos, como o seu, como parceiros para troca de banner, se topares deixe um recado em meu blog: http://anacpm.blogspot.com

abraços!

Beatriz Prestes disse...

O amor que sabe amar, sempre sabe como ir além!
Teus versos extrapolaram o desejo e a paixão!
Muito lindo!

Beatriz Prestes

Márcia Vilarinho disse...

Ser escravo do amor é de fato dominar a vida, ainda que incongruentes os termos, essa,realmente, a sensação. Sempre, completo. Abraços.

rosa-branca disse...

Lindo seu poema amigo Renato. Também gostei muito da MELODIA. Beijos