31 maio 2011

A Fêmea - Nikita

Aquela mulher imbatível
Absolutamente fêmea
Na sua mais pura essência
Amando o amor impossível
E sofrendo a angústia
Do desespero
De ter nascido duas vezes
A sensibilidade impõe o perdão
Mas a ordem
É de ataque cruel
Insensato, direto e mortal
E ela executa, mata, elimina
Mas seu coração denuncia
Conflito, transtorno, desassossego
Seus olhos da cor de uma lâmina
Mostram sua história
Contam seu segredo proibido
Mas ela continua
Vivendo e vagando pela vida
Sofrendo e vibrando
Amando do seu jeito
Amando do jeito permitido
Amando do seu jeito sofrido.

Renato Baptista

6 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Renato

Um poema muito forte e profundo...um grito...um lamento, um belo momento de poesia.

Beijinhos
Rosa

*Simone Poesias* disse...

Lindo poema amigo, adorei!
Bjoss

*Simone*

SolBarreto disse...

"Mas ela continua
Vivendo e vagando pela vida
Sofrendo e vibrando
Amando do seu jeito
Amando do jeito permitido
Amando do seu jeito sofrido."

Amei o poema!!
As vezes o jeito sofrido é o unico jeito de amar...

Evanir disse...

Conhecendo e seguindo seu blog
amei cada poesia divinamente lindas.
Espero você no meu cantinho um feliz final de semana beijos meus,Evanir.

Beatriz Prestes disse...

Bem legal, diferente, imagino bem sacado. Para quem conhece esta série deve ser mais legal ainda ler.
Imagino que teus versos devam estar em total sentido com o filme.
Parabéns
Bea

Pastelaria disse...

Olá Renato

antes de mais , parabéns pelo blogue. :)
Gostei do que li .

Gostaríamos muito que desse uma "vista de olhos" no projecto DVB-Digital Video Book.´- de saber a sua opinião, e qual o interesse em desenvolver o seu trabalho neste novo formato.


\"Transformamos\" os seus poemas, textos ou pensamentos (já editados em livro, ou não), num DVB, uma ideia original da - Pastelaria Studios Productions -

O projecto é recente, é uma inovação, tal como explicamos no nosso blogue:

http://pastelariaestudios.blogspot.com/

Para nós, a sua visita e o seu parecer ,é muito importante .


É exactamente isso, os seus poemas seriam \" trabalhados \" em DVB . Um livro que se vê como um filme!

Penso que se adequa , na perfeição, aos seus textos , poemas e pensamentos...

Não somos uma editora,prestamos, essencialmente, um serviço criativo.

A minha sugestão seria, enviar-nos os seus \"registos\", e nós faremos um orçamento.

Posso adiantar que, por ser um projecto novo e, embora o trabalho criativo (audio, voz, imagem, construção do DVB, etc) seja bastante , queremos chegar ao maior número de autores de obras escritas mesmo que essas estejam na gaveta.



Fico a aguardar uma resposta e, qualquer dúvida… estamos por aqui.

Um abraço, um obrigada


Teresa Maria Queiroz

pastelariaestudios@gmail.com