22 junho 2011

Amor Azul

4 comentários:

Tathiane Galdino disse...

Eu já escrevi alguma coisa parecida sobre o amor azul:

Eu quero ser azul, ser pessoa pura e nua todas as manhãs
Não quero mais sensações desconhecidas...
Não quero mais descobertas tolas e pagãs
Para mim são agora mortas e esquecidas...

Gosto muito das coisas que vc escreve!

Um gande abraço!

Zezinha Sousa disse...

Linda imagem e lindos versos, ainda mais em uma das minhas cores preferidas.
Beijos!

Graça disse...

Renato,

A expressão Amor Azul chega mesmo a ser redundante, uma vez que o Amor foi sempre celebrado e tido como azul...
Mas esse seu enfoque novo, a proteção de todas as outras cores do universo, deixam seu poema leve, quase mágico!
Foi assim que senti. Adorei.
Um beijo, meu lindo amigo!
Esteja com Deus, sempre.
Graça Lacerda

Amor feito Poesia disse...

"Demore na dúvida ...
E descubra a sabedoria que insiste em se esconder
Na ausência das palavras!"

(Pe. Fabio de Melo)

Beijos e meu carinho...M@ria