21 janeiro 2012

A Porta Azul




A janela aberta
Perfume de insônia no ar

Meio copo d’água
O pijama ainda dobrado
Lençóis esticados
A cama vazia
Brindando a manhã

Sem sol
________________sem bom dia
E insistentemente ainda acordada

a noite se foi
e com ela a madrugada fria

Um cheiro de café requentado
Sai da cozinha
Temperando o ar
Perfumando o dia

Escuto a campainha
Caminho devagar
Quase sem vontade ainda
Chinelos trocados
Cheios de sono
Por me fazerem companhia
Olhos vermelhos
Barba crescida
Camiseta molhada
Olhar embargado

Abro a porta azul
Que solta gemidos
Range um pouco a dobradiça

Levanto o olhar esquecido
______________E vejo
... era um dos meus sonhos
Chegara!

Abandonou o sono de amor
Que sem você me abraçando apertado
Mais uma vez não veio.


Beijo meu sonho com todo o meu amor
Faço dele meu alimento, minha razão de vida
E o espero, acordado, e que abrace a minha alma
E que desarrume a minha cama, a liberte.

Fico ao lado então daquela porta
Porta azul, que solta gemidos... como você.

Renato Baptista

7 comentários:

SolBarreto disse...

Romantico, sensual...
Adorei!!

Marcio Barreto disse...

Boa Renato.
Belo espaço.

O recomendarei no meu, de um iniciante.

http://comversoemrima.blogspot.com

Abraço,
Márcio André

Sonhadora disse...

Poeta

Como sempre INTENSO e IMENSO poema.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Jacqueline disse...

Olá Renato,
Que poema bonito, triste e bem narrado, do jeito que você se comunica mesmo ao escrever. Gostei muito.
Venha visitar-me também, está convidado. Abraço de poesia! Domingo de alegria!
Jac.

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Foi um grande prazer conhecer seu blog.Aproveito meu tempo para navegar e ler textos e poemas feitos por pessoas que gostam de escrever.
Que bom que você é uma delas.
Grande abraço
se cuida

Mário Bróis - Poeta disse...

- Caro Renato, o tempo hoje deu um vacilo, e eu corri prá cá, feito um anjo perdido, feito uma alma achada num corpo sedento de poemas. Chegando aqui alegre, mais alegre fico, sim!! porque sou tomado por vocábulos que me deixam delirando, deslumbradamente: "Beijo meu sonho com todo meu amor" beijo feito aroma de peimavera, e eu leitor feito fera, me entrego aos teus versos e estrofes feito dança, feito bailado, e o sonho ao meu lado feito insônia querendo me abater.
.............Mário Bróis......

Beatriz Prestes disse...

Realmente sonhar assim e fazer de sonhos poesia é para poucos!
Aplausos beijo
Bea